Ergonomia

O termo Ergonomia vem do grego que significa regras de trabalho, Ergon (trabaho) e nomos (regras). Os primeiros índices de estudos sobre ergonomia foi feito em 1857, por um Polonês chamado W. Jastrzebowski, onde publicou um artigo nomeado “Ensaios de ergonomia ou ciência do trabalho baseada nas leis objetivas da ciência da natureza”.

Conceito de ergonomia para a International Ergonomics Association (IEA)
“É o estudo científico, da relação entre o homem, seus meios, métodos e espaços de trabalho. Seu objetivo é elaborar, mediante a contribuição de diversas disciplinas científicas que a compõem, um corpo de conhecimentos que, dentro de uma perspectiva de aplicação, deve resultar em uma melhor adaptação ao homem dos meios tecnológicos e dos ambientes de trabalho e de vida.” (Conselho Científico da International Ergonomics Association de 01 de agosto de 2000, em San Diego, USA.)


Definição de ergonomia da Associação Brasileira de Ergonomia (ABERGO)
“Ergonomia é o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas e psicológicas do ser humano”. (http://www.abergo.org.br,)

 

Norma Regulamentado (NR) 17

A ergonomia está empregada na Norma Regulamentado (NR) 17 que visa a adquação da postura no meio de trabalho procurando o máximo de conforto, segurança e eficiência. Dois assuntos importantes quando se trata de  ergonomia é a segurança no trabalho e a prevenção de acidentes laborais. A ergonomia não regulamenta só postura do trabalhador, mas também as horas que serão exercidas pelo mesmo, de acordo com o tipo de trabalho realizado.
As principais causas das lesões são por esforços repetitivos (LER) podendo ocasionar incapacidade física e limitações para o trabalhador. Com os estudos de médicos (Dr.Meir Schneider, Dr. Fritz de Quervain, Prof. Rames Mattar), foram criados inúmeros métodos para minimizar esses problemas, mas muitos não seguem essas soluções, por preguiça, ignorância do assunto ou até mesmo por não ser possível no seu meio de trabalho. Abaixo a algumas imagens mostrando posturas incorretas:


A ergonomia não esta só ligada aos trabalhadores, mas também no seu dia a dia, em casa, no seu lazer.

 


Muitos trabalhadores que desconhecem os graves problemas ocorridos da má-postura são os que futuramente vão sofrer com as consequências dessas ações.


As dores nas costas estão muito relacionadas aos esforços realizados pela alta pressão exercida na coluna vertebral.

Domínios de especialização da Ergonomia

Para um ergonomista poder dominar o amplo assunto e interferir no meio de trabalho, ele terá que ter uma abordagem geral de todo o campo de ação disciplinar, tanto nos aspectos físicos ou cognitivos.

A Ergonomia Física estuda a postura do trabalhador, modo de manuseio das ferramentas e matérias utilizados, ações repetitivas, distúrbios fisiológicos causado pelo trabalho, segurança e saúde relacionado às características da anatomia humana, antropometria, fisiologia e biomecânica em sua relação à atividade física.


A Ergonomia Cognitiva refere-se aos processos mentais, tais como percepção, memória, raciocínio e resposta motora que possa vir a interferir nas ações de seres humanos com outros elementos do sistema. Os estudos estão relacionado a carga mental de trabalho, tomada de decisão, desempenho especializado, interação homem computador e stress.

Técnicas utilizadas na análise do trabalho

Para auxiliar nos métodos utilizados na ergonomia foi criado “Técnicas utilizadas na análise do trabalho”, na qual é dividida em Técnicas objetivas ou diretas e Técnicas subjetivas ou indiretas.
Método Direto: É o mais usado na ergonomia, porque aborda de maneira geral as atividades realizadas. Com os problemas descobertos com a abordagem é realizada uma observação dos erros e faz uma filtragem dos problemas detectados.
Métodos indiretos: Essa técnica de questionário não é muito utilizada nas empresas porque tem que ter um número considerado de operadores. Mas com esse método pode ser utilizado para organizar os níveis de problemas a serem solucionado.

Portanto, a ergonomia é importante e indispensável para um ambiente de trabalho, pois evita acidentes e futuros problemas a saúde do trabalhador. O laudo ergonômico realizado em uma empresa é feita por uma equipe de especialistas em estudos ergonômicos e riscos ambientais à saúde que possui uma habilitação para essa função, por tanto, um engenheiro de segurança no trabalho devidamente credenciado junto ao CREA – Conselho Regional de Engenharia ou um técnico de segurança no trabalho que realmente tenha a especialização, a habilitação e a capacitação para fazer essa análise técnica.

Fontes:
http://www.abergo.org.br/internas.php?pg=o_que_e_ergonomia
http://www.ergonomia.com.br/htm/metodos.htm
http://www.significados.com.br/ergonomia/
http://www.mundoergonomia.com.br/website/artigo.asp?id=19690

 

Gabriel Guerra
Gabriel_sl_15@hotmail.com
Estudante no curso Téc. Automação Industrial no ISIS – SIM, Instituto SENAI de Inovação - CETEMP

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.